Arquivo da tag: Esoterismo

A História da Humanidade – Parte 2

A CATÁSTROFE DA ATLÂNTIDA

A City 5DFonte: Vibraraapi. Todo este Conteúdo também está presente no livro O Despertar dos Deuses, inclusive no livro tem mais informações esclarecedoras.

O continente de Atlântida era uma casa própria para a raça humana, mas tivemos visitantes, alguns deles mudaram o nosso caminho evolutivo para sempre.

Tome, o pai de Thoth, foi um dos Nacaals (Mestres Ascensos) que fundou a Atlântida, na ilha de Udal. Nesta ilha, o topo da Árvore da Vida era o cérebro da Atlântida, e nela havia uma pequena cidade chamada Poseidon. Esta cidade é a que Platão argumentou, quando ele disse que Poseidon teve 10 filhos, os 10 círculos na Árvore da Vida.

Poseidon foi feita de três anéis pintados de preto, vermelho e branco, este era o símbolo da Atlântida.

O círculo interior representava os Naacals (Mestres Ascensos), o círculo no meio eram os sacerdotes, chamados “Os Maias”, e o círculo exterior representava as pessoas comuns da Atlântida.

Havia apenas alguns milhares de marcianos que chagaram a Terra através do Merkabah sintético. A primeira coisa que fizeram, quando chegaram a Atlântida, foi tentar tomar o continente pela força. Eles tentaram declarar guerra e invadir, no entanto, eram vulneráveis devido ao seu pequeno número em comparação com os milhões de atlantes.

Quando isso aconteceu no nosso caminho evolutivo, tínhamos a consciência de uma menina de 14 anos. Os marcianos eram de uma espécie incrivelmente masculina e também muito envelhecida, então, o que aconteceu foi como se uma adolescente fosse levada por um velho de 60 anos, não tínhamos escolha. Os marcianos chegaram e disseram: “Gostem ou não, aqui estamos”, não se importavam com o que sentíamos ou pensávamos a respeito. Não foi muito diferente do que os conquistadores da América fizeram aos nativos americanos.

Finalmente, os Atlantes os fizeram curvarem-se, pararam a sua conquista, mas não podiam enviá-los de volta. Uma vez que o conflito inicial terminou, foi acordado que os marcianos tentariam entender essa coisa feminina que lhes faltava. As coisas acalmaram-se um pouco, mas os marcianos lentamente começaram a implementar as suas tecnologias de hemisfério esquerdo do cérebro e os atlantes não sabiam nada sobre isto.

Um após outro, os marcianos colocaram estas invenções no hemisfério esquerdo, até que os atlantes começaram a ver as coisas através da parte esquerda do cérebro. Lentamente, começamos a nos tornar uma espécie de sexo masculino. Os marcianos ganharam o conflito gradualmente, até que finalmente tinham todo o poder, como eles pretendiam.

A animosidade entre os atlantes e os marcianos não morreu, até o fim de Atlântida. Eles odiavam-se mutuamente. Os atlantes foram silenciados, e tratados como inferiores, como um casamento onde a esposa não está confortável, e o marido não se importa se ela gosta ou não. Assim permaneceu durante algum tempo até cerca de 26 mil anos atrás, quando a próxima fase começou lentamente.

Antes de continuar, é preciso falar da mudança dos pólos.

A MUDANÇA DOS PÓLOS

Na década de 1930, Edgar Cayce estava canalizando informação para um geólogo, quando de repente ele parou e disse: “Não é algo que deves saber, num futuro próximo, os pólos da terra vão mudar.”

Cayce era um homem brilhante, com fortes ligações em dimensões superiores, onde se comunicava com outros seres para a raça humana. Em última análise, foi pelas suas canalizações que o sistema de crenças chamado Nova Era foi criado. Isto foi posto em caixas de compreensão, porque mais ninguém entendeu o que ele estava fazendo. No entanto, quando Cayce falava, as pessoas ouviam, os geólogos começaram a estudar a possibilidade de mudança de pólos e encontraram algo surpreendente. Uma sequência de peças importantes de evidência vieram à luz e trouxeram um peso tremendo ao que Cayce estava dizendo, e mudou o ponto de vista do mundo nesta matéria.

Os cientistas acreditam que vai haver uma mudança de pólos, também vai haver uma mudança nos pólos magnéticos. Ao estudar os extratos de lava, os geólogos puderam ver onde estava o magnetismo do planeta quando se solidificaram os extratos a certa profundidade. Eles descobriram que o pólo magnético antigo não estava onde está agora, mas no Havaí. A última mudança ocorreu há 13 mil anos (a queda de consciência, mas já vamos a essa história). Eles fizeram outro teste e mais uma vez constataram que houve também uma mudança há 26 mil anos atrás (de onde estamos agora, na história). Os cientistas também descobriram que as mudanças de pólo aconteceram muito rapidamente, num só dia os campos magnéticos fizeram a volta completa ou mudaram 90 graus (há esse número de novo) e, em 24 horas, o sol vai nascer de forma diferente do que fez no dia anterior.

Esta mudança aconteceu centenas de vezes nos últimos 100 milhões de anos na Terra, mas agora está acelerando e acontecendo cada vez mais rápido, sendo 13 mil anos entre cada mudança.

Um novo ponto de vista está começando a ser entendido, a partir do espaço, não parecia um pulso?

Há muito mais para falar sobre a inversão dos pólos, mas eu vou dar as bases e as fontes, caso queira aprender mais.

Um cientista chamado Hapgood estava estudando isto em grande detalhe, porque a principal teoria por trás do que causou a mudança do pólo ainda estava em desenvolvimento. Chegou a uma teoria que demonstrava que era possível por meio de várias experiências. Através destas experiências, verificou que a superfície da crosta terrestre pode deslizar sobre a massa de terra principal, que continua a sua rotação como se nada tivesse acontecido, córtex Rotary e daria voltas sem controle até que pára e uma nova localização se alinha com o novo magnetismo.

Durante este tempo, há terremotos e tsunamis, a devastação cobre o mundo.

Além de Edgar Cayce, os Maias, Nostradamus e muitas profecias antigas falaram da mudança dos pólos, de uma forma ou de outra, e a ciência moderna está se dando conta de que haverá uma mudança de pólo em um futuro próximo, mas não se leva em conta que este evento está alinhado com a nossa mudança de consciência.

Recentemente, Nova fez dois artigos sobre a mudança de pólos, mas as duas vezes a NASA abafou. Então, Nova lançou um novo vídeo chamado “Tempestade Magnética da Terra”, que mostra todas as provas da inversão dos pólos… Sem usar as palavras “mudança dos pólos”, é como se uma empresa específica não quisesse que soubéssemos disto ou das evidências encontradas.

As alterações do pólo estão diretamente relacionadas com o magnetismo do planeta também. O nosso magnetismo enfraqueceu nos últimos 500 anos ou mais, e tem se tornado cada vez mais desalinhado, causando muitos dos problemas que temos visto nos últimos 20 anos. Os pássaros seguem o magnetismo do planeta para migrar e acabam em lugares onde não deveriam estar. As baleias estavam sempre acabando em praias nos anos 90, porque elas seguem o magnetismo para a terra, onde deviam encontrar água. E para os seres humanos, nas noites de lua cheia, há muito mais estupros, assassinatos e crimes violentos do que em qualquer outra noite do ciclo lunar porque a lua afeta, um pouco, o magnetismo da terra, mas ele está tão distorcido que, agora, afeta a forma como pensamos e agimos como planeta. O nosso colapso da estrutura social está relacionado com o geomagnetismo da Terra. Ou, talvez, seja o contrário.

Outra coisa que precisamos discutir sobre a inversão dos pólos é que sempre se alinham com uma mudança de consciência. Eles estão interligados.

Thoth viveu na Atlântida por muito tempo, e disse que a terra foi alterada cinco vezes, vendo o sol nascer no leste, então oeste, depois para o leste, então oeste. Isso explica por que durante a mudança de consciência no final a Lemúria afundou-se no oceano e a Atlântida surgiu. Se a crosta liga o planeta aleatoriamente, muitos eventos geológicos como elevação e afundamento de continentes devem ocorrer.

Agora que temos uma compreensão da inversão dos pólos, podemos continuar a história da Atlântida.

26 mil anos atrás, estávamos exatamente onde estamos hoje, na precessão dos equinócios. Passávamos os nossos dias de sono e estávamos prestes a acordar. Foi neste momento que houve um pequeno salto de consciência, de fato, baixamos de consciência, não subimos.

Um pedaço de Atlântida, do tamanho de Rhode Island afundou-se no oceano. Isso causou uma tremenda quantidade de medo nos atlantes, porque eles achavam que iriam perder todo o continente, assim como aconteceu com a Lemúria.

Devido à mudança de consciência, uma das maiores coisas que perderam foi a sua conexão com o futuro, não podiam prever grandes eventos, como a inundação da sua casa. Depois de quase 200 anos, esse medo começou a dissipar.

Agora que, tanto na Bíblia como nos registros sumérios, as histórias de Adão e Eva e todos os seus filhos dizem que tinham vidas excepcionalmente longa, como 900 anos ou mais, então, 200 anos deles são como 20 anos nossos, hoje em dia. Vamos explicar como chegaram lá, em breve.

As coisas se acalmaram um bocado e depois, entre 13 mil e 16 mil anos atrás, um cometa se aproximou da Terra. Dado que vivíamos em um alto nível de consciência em todas as dimensões, os atlantes perceberam antes de atingir a Terra.

Um grande conflito ocorreu na Atlântida, os marcianos eram uma minoria e, mesmo estando no controle, queriam destruí-lo em pedaços com tecnologia laser.

No entanto, os Naacals (Mestres Ascensos) sabiam a verdadeira natureza do cometa, e os atlantes protestaram. Eles disseram que o cometa estava em ordem divina, e deviam deixá-lo ter lugar, naturalmente, deixá-lo chocar com a Terra, era isso que estava para acontecer. Os marcianos lutaram contra os atlantes, mas finalmente cederam, concordaram em deixá-lo cair na Terra.

Quando chegou a hora, veio rasgando a atmosfera, afundando-se no Oceano Atlântico, perto da margem oeste da Atlântida, perto de onde é Charleston – Carolina do Sul, agora, que aquela altura, estava debaixo do Oceano. Os restos do cometa estão espalhados por quatro estados e a ciência determinou que embateu pelo menos à 12 mil anos atrás, se não mais. Contudo, ainda há pedaços hoje, e o maior embate foi perto de Charleston.

Alguns fragmentos foram contra a Atlântida, embatendo onde os marcianos viviam, matando grande parte da população. Eles ficaram furiosos. Eles disseram que acabou, que se divorciaram, que iriam fazer o que queriam e que os atlantes podiam fazer o que quisessem, mas eles nunca mais voltariam a ouvi-los.

Nós sabemos disto, temos visto o que acontece quando os casais se divorciam. E as crianças? Bem, observe o mundo moderno. As crianças somos nós.

Consegue imaginar o que os marcianos fizeram a seguir? Sua principal interface com a realidade era o controle, e quando a sua ira se juntou ao desejo de controle, decidiram controlar toda a terra. Começaram a construir novamente um complexo, como já fizeram em Marte, há muito tempo, para tentar criar outro Merkabah sintético. Se tivessem sido bem sucedidos, teriam o controle sobre todo o planeta, mas 50 mil anos terrestres se passaram desde que eles tinham construído um Merkabah, e não se lembravam bem de como fazê-lo. Provavelmente, os marcianos construíram os edifícios na Atlântida, e colocaram uma experiência completa. Eles incendiaram um interruptor e perderam o controle, a destruição foi imensa. Nesta realidade, dificilmente se pode cometer um erro maior do que criar um Merkabah fora de controle. O experimento começou a rasgar os níveis dimensionais, não os mais altos, mas os mais baixos. Para fazer uma analogia, se você pegar uma faca e apunhalar o estômago, os ácidos vão para outras partes do corpo onde não deviam estar. Então, ao rasgar as dimensões, os marcianos quase destruíram a Terra. O desastre ambiental em que vivemos hoje não é nada em comparação, embora as catástrofes de hoje sejam resultado direto destes eventos.

Devido a esta abertura dos níveis dimensionais, um grande número de seres de dimensões inferiores foi retirado de suas zonas de conforto para estes níveis mais elevados. Eles foram obrigados a entrar em um mundo que não conheciam nem entendiam. Para sobreviverem, eles precisavam de corpos e começaram a entrar, automaticamente, no corpo das pessoas. Em cada corpo humano, havia centenas de seres que habitam dimensões inferiores. Esses seres terrestres eram como nós, mas não vinham desta dimensão. Foi uma catástrofe. Provavelmente, a maior que a terra já viu.

Bem, vamos precisar de, pelo menos, mais 3 capítulos para fazer apenas um resumo desta história.